Crescimento da Igreja no seu email:

FeedBurner

Rick Warren no Brasil

quinta-feira, julho 24, 2008

Neste mês, o pastor Rick Warren, da igreja de Saddleback, considerado o evangélico mais influente no mundo pela revista Time, esteve no Brasil falando sobre a sua experiência e, principalmente, sobre o plano PEACE. Eu estive lá e apresento aqui as impressões positivas das palestras.


A imprensa mundial, no mesmo dia, anunciou que os dois candidatos americanos à presidência, Obama e McCain vão participar juntos de um fórum, pela primeira vez nesta campanha, na igreja de Rick Warren, no dia 16 de agosto. Rick Warren afirmou que os dois já eram seus amigos e, portanto, terá essa oportunidade.


Segundo ele, quando alguém perguntou se ele poderia se tornar um político, ele respondeu que não toparia ser nada menor do que um pastor, já que ele poderia continuar cuidando e influenciando os dois rebanhos.


Rick Warren ainda reafirmou algumas de suas crenças e idéias sobre o Crescimento da Igreja, das quais destaco algumas abaixo:


1. Não existe somente 1 maneira de fazer a igreja crescer.

2. Pastorados devem ser longos. Um novo pastor a cada 2 ou 3 anos é como uma família que recebe um novo pai de tempos em tempos.

3. Liderança é baseada em confiança.

4. Não há como ensinar a fazer uma igreja crescer rapidamente. Um cogumelo leva 6 horas para crescer, uma árvore leva 60 anos e a igreja também tem o seu tempo.

5. Sempre devemos buscar a orientação de Deus. Quando Ele guia, Ele providencia.

6. Nunca deveríamos deixar de ser "amadores" na obra de Deus, no sentido etmológico da palavra, "aquele que ama fazer".

video

Brasil é o 3º país mais religioso entre os jovens


Um levantamento realizado em 21 países constatou que o Brasil possui a terceira população jovem mais religiosa do mundo. Segundo pesquisa do instituto alemão Bertelsmann Stiftung, 65% dos jovens brasileiros são considerados "profundamente religiosos".

Empatado com a Indonésia e o Marrocos --países de maioria muçulmana--, o Brasil fica atrás apenas da Nigéria e da Guatemala, primeiro e segundo lugar, respectivamente. Um total de 21 mil jovens entre 18 a 29 anos participaram da pesquisa alemã.

Em âmbito global, mais de quatro entre cada cinco jovens (85%) são religiosos, e quase metade (44%) são profundamente religiosos. Apenas 13% não acreditam em Deus ou não têm religião, de acordo com a sondagem.

No Brasil, 65% dos jovens se declaram profundamente religiosos, 30% se dizem religiosos e 4% afirmam não ter religião. Apesar de 74% dos brasileiros declararem que rezam diariamente, somente 35% disseram viver de acordo com os preceitos religiosos.

Sobre o número de não-religiosos, o sociólogo afirma que o grupo é uma parcela crescente da população. "O censo de 2000 apontava que 7,3% da população brasileira se declaravam sem religião, o que já representou um crescimento bastante grande em relação ao censo de 1991, que apontava pouco mais de 2%."

No entanto, ele afirma que se declarar sem religião não significa necessariamente que a pessoa não tem fé. "Pode ser que, em outro momento do questionário, ao ser questionada se acredita em Deus, ela irá dizer que acredita", explica ele. "A tendência é as pessoas não terem mais problema em dizer que não têm religião, embora acreditem em Deus e cheguem a rezar nos momentos de fraqueza, perigo ou desamparo."

Mais de 90% dos brasileiros dizem acreditar em Deus e em vida após a morte, de acordo com o estudo alemão.


Detalhes
Para Pierucci, a religião representa, nas vidas das pessoas, uma "pequena oração diária, no máximo, um ou dois minutos".

"Então você tem uma situação aparentemente contraditória
--uma população muito religiosa, como a brasileira, que gosta de religião e a
respeita, a pesquisa mostra bem isso", afirma o sociólogo. "A sociedade
brasileira valoriza a religião, mas não segue nenhuma, porque elas costumam ser muito exigentes. Há apenas uma minoria que segue, o resto não tem nem tempo para isso."

Leia mais.

Ir à Igreja Faz Bem ao Casamento

sexta-feira, julho 18, 2008

Casais que freqüentam à igreja juntos têm a tendência de serem mais felizes do que aqueles que raramente vão aos cultos, de acordo com o sociólogo W. Bradford Wilcox da Universidade de Virgínia, Estados Unidos.

Usando três pesquisas americanas nacionais, Wilcox descobriu que a maioria dessas pessoas se descrevem como "muito felizes". E casais que vão à igreja regularmente tem menor probabilidade de se divorciarem, Wilcox também apontou.

Wilcox explicou que a freqüência regular à igreja oferece certos benefícios positivos ao casal: "As igrejas normalmente apóiam normas morais como a fidelidade sexual e o perdão, introduz redes sociais que oferecem apoio aos casais que enfrentam as alegrias e desafios comuns da vida a dois, além da fé que ajuda os casais a entenderem as dificuldades da sua vida, de desemprego às doenças".

Em poucas palavras, Wilcox diz que "o casal que ora unido permanece unido".

Essas descobertas estão no novo livro de Wilcox, "Is Religion an Answer? Marriage, Fatherhood, and the Male Problematic," publicado pelo Institute for American Values.

Leia mais.

Presbiterianos Perdem Membros

terça-feira, julho 08, 2008

A igreja presbiteriana nos Estados Unidos perdeu mais de 57 mil membros no último ano -- o maior declínio desde 1981. A porcentagem de 2.5% traz o número de membros ativos (da PCUSA) para 2.2 milhões.


Assim como muitas igrejas protestantes, a PCUSA tem experimentado um longo declínio no número de membros. Em 2007, doze igrejas se juntaram a outras denominações e 71 congregações foram dissolvidas. Cerca de 130 igrejas ameaçaram deixar ou deixaram a denominação devido a discordâncias sobre a homossexualidade e a Bíblia.

A Bíblia nas Olimpíadas

Apesar da controvérsia no início do ano, milhares de Bíblias serão distribuídas aos atletas e turistas nos jogos olímpicos em Pequim -- com a aprovação do governo chinês.

A Sociedade Bíblica, com sede no Reino Unido, anunciou que as 180 filiais ao redor do mundo estão participando do projeto no país onde o governo comunista confiscou todas as Bíblias nas décadas de 1960 e 1970.

O projeto inclui a distribuição de 50 mil exemplares com os quatro evangelhos em chinês e em inglês. Além disso, 10 mil Bíblias completas e 30 mil cópias do Novo Testamento em chinês e inglês estarão disponíveis aos 16 mil atletas e 2 milhões de visitantes esperados.

James Catford, presidente da Sociedade Bíblica, declarou: "Este grande evento esportivo representa uma oportunidade única para tornar a mensagem transformadora da Bíblia disponível a milhares de atletas e visitantes de toda a China e de todo o mundo."

Leia mais.